Rede de Proteção: Conheça Quais São os Modelos +20 Tipos

Com a retomada do crescimento da construção civil apos  o covid-19 os prédios residenciais e comerciais estão se tornando comuns na cidade de São Paulo, com isso as redes de proteção se tornaram um item indispensável para as famílias e os grandes, médios e pequenos empresários. Com a chegada da nova moradia entre os mais jovens conhecidos como Studio ou Loft, esses imoveis que é uma especie da extinta kit-net, a tela de proteção é um item de segurança indispensável para quem possuem pet nesses locais.

redes de proteção
1. Redes de proteção é muito importante para prevenção de acidentes com crianças e animais. Foto: Rede & Cia Redes de proteção

 

Você que mora em casa, as telas de proteção é indispensável principalmente para quem possuem animais como gato em casa. E quando se tem vários vizinhos por perto é sempre bom manter seu felino protegido.

Caso você se enquadre nesses perfis descritos a cima e precisa instalar redes de proteção continue com a leitura em nosso artigo e confira todas as dicas de compra, venda e uso das redes buscamos uma seleção incrível de imoveis que foram beneficiados em utilizar este item em sacadas, janelas e piscinas.

Redes de proteção para janelas

A tela de proteção para janela é o modelo e instalação mais comum no segmento de segurança para casas residenciais. Sua utilização é especifico e comum nas grandes cidades, porém, existem variáveis no quesito cor, tamanho e até o material utilizado.

rede de proteção para janelas
2. As redes de proteção para janelas são muito comuns nas grandes cidades. Foto: Rede & Cia Redes de proteção

Piscina é uma excelente opção principalmente com a chegada do calor, mas ao mesmo tempo em que proporcionam lazer e diversão, elas também apresentam riscos à crianças e aos animais.

Uma excelente solução para evitar acidentes é o uso da rede de proteção

No Brasil, o afogamento é a segunda causa de morte e oitava de hospitalização em acidentes com crianças de 1 a 14 anos, segundo dados hospitalares.

Quais as formas de Instalar Rede de proteção em piscina

De acordo com a gerente da Rede & Cia, Elisete Pinheiro, existem três tipos de proteção para se colocar na piscina.

“A primeira é a com a rede que pode ser instalada sobre a piscina, conferindo segurança para crianças e animais de pequeno porte, suportando até 50kg/malha.

A segunda opção é o cercamento fixo com estrutura de alumínio e rede de proteção – onde é realizado projeto personalizado.

A terceira é uma cerca removível para piscina fabricada em tela de fibra de nylon revestida de pvc, presa em haste de alumínio, apresentando 1 metro de altura. A cerca permite inclusão de um ou mais portões onde o cliente desejar”, explica.

Segurança e normas técnicas

As redes de proteção normalmente são associadas ao quesito segurança, principalmente no fechamento de locais para evitar a queda de pessoas, animais ou objetos.

O consumidor já pode contar com normas técnicas de redes de proteção de janelas, sacadas e outras proteções semelhantes destinadas à segurança e proteção em edificações.

A ABNT NBR 16046 foi dividida em três partes. A primeira delas aborda os requisitos para fabricação da rede de proteção, a segunda destaca o conjunto de fios não-metálicos torcidos ou trançados utilizado para a fixação da rede, e a última aborda o procedimento de instalação.

“Atualmente não existe norma que regulamente instalação de rede de proteção em piscinas, visto que a NBR 16046 se detém a edificações.

A tentativa é que essa norma se torne uma lei para que a proteção para piscina também tenha uma norma regulamentadora.

Ninguém fiscaliza a rede em piscinas! O que estamos precisando é que a rede de proteção para piscina também seja inserida numa NBR”, ressalta Bárbara.

Cuidados e manutenção

Alguns cuidados devem ser tomados além da preocupação com a qualidade do material, bem como sua manutenção, que deve ser periódica.

“A rede trabalhada é fabricada em polietileno virgem, com duplo tratamento contra raios ultravioletas e substâncias antioxidantes, que conferem durabilidade e resistência ao material, mesmo com exposição ao tempo”.

Após instalada a rede entra em contato com a água tratada com cloro e outros aditivos, mas não fica submersa.

Desta forma, o cloro diluído para tratamento da água não danificada a rede.

Em contrapartida, o cloro concentrado em contato direto pode sim danificar o material, bem como, produtos de limpeza do deck da piscina.

Temos experiências de rede danificada quando os profissionais responsáveis pela limpeza da piscina colocam todos os produtos de tratamento da água sem tirar a rede, o que é totalmente desaconselhado”, explica.

Pensão Alimentícia: Livre de Cobrança do Imposto de Renda

Muitos de nós sentimos que as crianças são os ativos mais importantes em nossas vidas. Eles representam nosso amor, nosso futuro e para muitos de nós nossa maior conquista.

Queremos protegê-los de todas as formas, e sua felicidade, saúde e educação são as principais preocupações. Então, como os filhos podem nos ajudar a tomar decisões de divórcio relacionadas especificamente a eles?

Quase todo professor ou psicólogo lhe dirá que uma das coisas mais importantes que você pode fazer com seu filho é ouvi-lo.

As crianças podem nos dizer o que querem e precisam, só precisamos perguntar e ouvir a resposta delas.

Mesmo as crianças mais novas podem ser capazes de expressar seus desejos. Obviamente, a idade da criança é um fator decisivo para quanta contribuição uma criança pode fornecer no tribunal.

Fazer um plano para os pais é uma boa maneira de tomar decisões relacionadas às crianças.

Os pais trabalham juntos no plano e podem incluir seus filhos, quando apropriado.

pensão alimenticia

Pensão Alimentícia

Fazer isso por conta própria é ótimo se você pode concordar com as questões, mas se não puder, um mediador experiente pode ajudá-lo a resolver quaisquer divergências sobre guarda, assistência e apoio à criança, em uma atmosfera que apóia o amor e o compromisso com família.

Os regulamentos federais são muito claros quando se trata de pensão alimentícia e impostos.

Para fins de imposto de renda federal, a pensão alimentícia é sempre isenta de impostos. Isso significa que nem o pai ou a mãe que recebe pensão alimentícia, nem a criança, devem impostos sobre esses pagamentos.

Os pagamentos de pensão alimentícia devem ser completamente separados dos pagamentos de pensão conjugal e não agrupados como “apoio familiar”.

Este é um passo importante a seguir por um dos principais motivos: enquanto a pensão alimentícia é dedutível dos impostos, a pensão conjugal é considerada renda e tributável.

O acordo final entre os pais precisa ser muito claro ao identificar quais pagamentos são para pensão alimentícia e quais são para pensão conjugal, para que os pais em litígio não sofram encargos tributários desnecessários.